AGAP
Área de associado

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

Dezembro - Final de mandat...


Dezembro - Final de mandato

 


Cumprem-se cerca de 10 anos de trabalho associativo na Direcção da nossa Associação, a acrescer a 4 anos de reflexões, no âmbito do grupo Fitness Portugal. Permitam-me, assim, a presunção de conhecer com fundamento o comportamento do sector, bem como o enquadramento legal do fitness em Portugal. Estive presente quer na génese da produção legislativa quer no dia-a-dia da vida dos ginásios portugueses. Vivi os problemas das instalações desportivas onde diariamente trabalho, e senti as muitas dúvidas dos colegas associados. Nos últimos anos os ginásios portugueses não contestaram as imensas obrigatoriedades legais a que estão sujeitos, mas reclamaram e continuam a exigir o respeito das regras em todas as instalações desportivas. O tema da distorção da concorrência é, sem dúvida, o que mais tem atormentado um sector globalmente cumpridor (como foi reconhecido pela entidade de inspecção), e a justiça que tarda continuará a ser reivindicada pela nossa Associação.

 

Neste momento de passar a gestão dos assuntos associativos a outra equipa, impõe-se trazer de novo a palco o tema da abrangência da AGAP. Sem repetir a argumentação já sumariada em artigo publicado na nossa revista, reafirmo a minha opinião, desta vez muito concretamente no âmbito do tema da distorção da concorrência. Como muito sabiamente o nosso amigo José Costa da EuropeActive escreveu no nº8 da GymFactory, se não resultam as lutas que temos vindo a liderar para acabar com o flagelo, devemos receber esses agentes hoje não cumpridores para, com informação e formação, os levarmos a acatarem as determinações legais. Foi exactamente isto o que aconteceu com o trabalho desenvolvido pela AGAP após 2006: muitos ginásios (privados) nessa altura, por falta de conhecimento e de diálogo, não cumpriam com muitas das regras básicas obrigatórias após o Decreto-Lei das instalações desportivas de 1999. Após a sua filiação na Associação, a presença nos nossos Encontros e o diálogo no seio do sector, esses ginásios passaram a uniformemente cumprirem as regras, resolvendo-se assim a deslealdade concorrencial que existia. Nessa altura, repito, só entre privados! Porque não aplicar agora a mesma regra a todos os ginásios, independentemente da forma de exploração, cada vez mais com gestão de índole privada ou semi-privada, já que o Estado tem hoje sérios constrangimentos de apoio financeiro às instalações municipais?

 

Este é também o momento de desejar as maiores felicidades à nova equipa que resulta das eleições do dia 16 de dezembro. Amavelmente fui convidado para a Presidência da Mesa da Assembleia Geral, na lista A proposta, que aceitei, pois tal cargo, não executivo, permitir-me-à o distanciamento necessário para abraçar novos projectos de vida profissional, que naturalmente fui adiando nos últimos anos. Esta nova Direcção terá, espero, o ónus de trabalhar o tema da abrangência, mas felizmente com alguma tranquilidade económica, e com a imagem e trabalho da AGAP bem conhecidos nos habituais interlocutores e na Tutela.

 

Uma palavra de especial reconhecimento aos elementos que fizeram parte dos órgãos sociais no último mandato, ao Armando Moreira pelo seu entusiasmo contagiante, e ao nosso pequeno mas valente staff: Isabel Campos e Fábio Lopes, incansáveis na defesa da Associação.

 

Da minha parte sempre poderão contar com o meu contributo modesto mas empenhado. Boa sorte a todos os associados e a este novo corpo directivo.

 
 



Torne-se um associado da AGAP

participe nas nossas sondagens

Receba a Newsletter da agap


Conheça as vantagens de estar na AGAP e Adira já.

patrocinadores platina


Technogym - The Wellness Company     DINAMIC     PRECOR     PROZIS     GIMNICA - BRANCO & SERRA, LDA     GYMPASS    

patrocinadores gold


CEDIS - CONSULTORES EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E INFORMÁTICA     Maquinasport, Aparelhos de Desporto, S.A.     FFITTECH - Portugal     bProfit     OSSFITNESS